20 janeiro 2006

Para Domingo...

"Duas coisas indicam fraqueza:

Falar quando é preciso calar-se, e
calar-se quando é preciso falar.

(Provérbio Persa)

Esperamos que o futuro nos traga um mundo mais fraterno e solidário, e que as Mulheres e os Homens de Boa Vontade não tenham a fraqueza de se calarem...

Na Rota dos Povos"

Este é um excerto do postal de Boas Festas da Rota dos Povos de 2004. Pareceu-me adequado para o momento de eleições que se avizinha.
Independentemente do candidato a PR conscientemente escolhido por cada um, fica aqui um apelo ao voto... mesmo ao voto em branco...

Sérgio

5 comentários:

RN disse...

Votar em branco NÃO!! O que é que se muda com isso?!? GRANDE FRAQUEZA!!...pois é termos o poder da mudança(mesmo que não a haja) e para isso nada fizemos!
Quem vota em branco para mim não tem consciência, vontade própria e opinião...ou anda mal informado.
Concordo...Domingo deveremos todos votar (é só colocar uma cruz num quadrado); abdicar deste direito não faz sentido.

CARMO disse...

Votar em branco é sinal de insatisfação para com os candidatos disponíveis... não é necessariamente mau... não ir votar, isso sim, não me parece bem.

rn disse...

Branco, resume-se a nada, e ainda bem que assim penso porque caso contrário deixaria de votar muitas vezes.
Há sempre alguém com quem simpatizamos, mesmo que achemos que não será a opção certa, por isso......a insastisfação tem que ser combatida, mas não é com o voto em branco! Ou será que agora temos que fazer referendos para escolhermos os possíveis candidatos? Não se pode agradar a todos!
Deveriamos ser OBRIGADOS a ir votar, mas não votando em branco!
Sou contra a qualquer absistência!

CARMO disse...

Ainda que a tua opinião seja coerente e válida, acho que deve haver lugar a "avisos à navegação"... de forma a que quando o sistema é fechado em si mesmo, exista como contestar esse mesmo sistema. Toda a abstenção tem um significado e escolher um candidato para um lugar, não é como ir comprar uma cola... se não houver, trazemos pepsi...

psac74 disse...

Temo que, caso o rn fosse candidato, não teria certamente o meu voto!
"Deveriamos ser obrigados a ir votar, mas não votando em branco!" - parece que voltamos ao Estado Novo, meu caro(a) senhor(a).
Concordo com o amigo Carmo, pois se não nos revemos em nenhum candidato, não devemos deixar de ir votar, já que é o nosso direito e dever, contudo em branco (é uma das possibilidades) - isto faz parte de um regime livre e democrático, caro rn...

PS - sou contra é as "Sagradas Escrituras" que por lá aparecem, por vezes.