13 janeiro 2006

Na Rota dos Povos


Ainda hoje em dia continua a persistir a ideia de que os motards são pessoas perigosas, que se deslocam em motos potentes e cujo espírito não é mais do que desrespeitar tudo e todos quanto podem ser desrespeitados.
Estranhamente, há muitos anos (mais de 15) que convivo com motards e nunca tal encontrei, reconhecendo todavia, que alguns indivíduos que se deslocam sobre duas rodas têm um comportamento um tanto rebelde... à semelhança dos muitos que em 4 rodas se deslocam e com que diariamente nos cruzamos.

Apresento-vos hoje o melhor exemplo motard contra esta distinção tacanha, segundo a qual, o n.º de rodas de um veículo é directamente proporcional à educação do seu condutor; o que aliás coloca os camionistas TIR no 1.º lugar da cordialidade, respeito e civismo na estrada.
A Rota dos Povos (http://www.narotadospovos.com/) é um movimento que pretende muito mais do que passear de moto. Visitem o site e surpreendam-se... especialmente os automobilistas mais fanáticos, aprendam o significado de ser cidadão do mundo.
Tenho o privilégio de ser amigo do Tito Baião, um dos motards deste movimento, amizade da qual muito me orgulho e prezo. Razão pela qual faço parte da mailing list deste movimento e da qual quero partilhar convosco a última edição. Aqui fica; conto convosco para o que se segue.

“...Três anos após a independência, Timor-Leste luta para ultrapassar as consequências da ocupação, de migrações e da destruição resultante dos violentos confrontos de 1999.

O País tem ainda uma das piores taxas de mortalidade infantil e materna de toda a região.

As condições de acesso ao ensino, para rapazes e raparigas de fracos recursos económicos e distante de Dili, são quase impossíveis.

Com vista a tentar melhorar a situação a “Comunidade Cristo de Betânea” pretende construir um Centro de Apoio e Acolhimento para Jovens que vivendo distantes da Capital, pretendem continuar os seus estudos.

Não há apoios insignificantes!
O considerado por nós pouco, é muito para quem nada tem.

Caso queira apoiar, aqui ficam as referências:

Caixa Geral de Depósitos
Conta n.º 0171195254900
NIB: 003501710019525490050
IBAN: 50003501710019525490050

Na Rota dos Povos
João Pedro
Tito Baião



Esta newsletter termina com o envio de um bonito postal com o seguinte texto no verso:

“Há homens que lutam um dia e são bons,
Há outros que lutam um ano e são melhores,
Há os que lutam muitos anos e são muito bons,
Mas há os que lutam toda a vida, e estes são imprescindíveis.

Bertold Brecht

Caro Amigo,

Por ser um dos Imprescindíveis na luta por um mundo melhor, desejamos-lhe um ano repleto de sonhos concretizados.

Na Rota dos Povos
João Pedro Pereira e Tito Baião


Na última viagem, realizada em 2005 (Dili – Porto 2005, Dois Povos - Um Sonho: LIBERDADE), recebi um postal de Dili em que os 3 motards João Pedro, Tito Baião e Porfírio Santos Silva, enviaram a seguinte mensagem:

“Caro Amigo,

Deste País, nascido da Alma do seu Povo, saudamos aqueles que acreditam um dia ser possível aqui VIVER LIBERDADE.”


Além deste movimento ser louvável pela solidariedade para com um povo totalmente desprotegido, leva-nos a pensar que fazemos parte de um elite de privilegiados e que se isso nos enaltece o ego, também nos traz obrigações para com o resto do mundo esquecido. Fascinou-me também a ideia destes motards que aquando da deslocação a Luanda, criaram um movimento de recolha de medicamentos e conseguiram encher um contentor destinado a outro povo que vive em situação de grande debilidade.

A alma das pessoas não se mede pelo n.º de rodas dos veículos ou pelos centímetros cúbicos dos motores dos veículos que guiam, muito menos pelo preço da roupa que vestem... Lembrem-se ainda que todos aqueles que hoje sobrevivem em condições inimagináveis por esse mundo fora, são iguaizinhos a nós... e se tiverem as mesmas oportunidades que nós temos e despediçamos (países desenvolvidos!), são tão bons ou melhores que nós!

Lembrem-se disto e das promessas que fizeram há quinze dias atrás quando comemoravam o Natal e o Ano Novo.

Felicidades para todos!
Sérgio

1 comentário:

Rossi disse...

Esses 2 noutro país eram herois nacionais...