29 agosto 2006

O Fim do Verão.

Esta altura é sempre triste para mim...

Photobucket - Video and Image Hosting

A partir de 15 de Agosto o verão no norte dá sinais de Outono. A temperatura máxima cai 5 graus, as noites tornam-se húmidas, os dias tornam-se declaradamente mais curtos e ventosos. Em Setembro esta tendência ameniza, para se tornar definitivamente Outono a partir da 3.ª semana. Consequentemente, deixo de sair mais cedo do emprego e de ir até à praia usufruir do momento mais bonito e relaxante do dia... o entardecer... e mais tarde, de assistir ao esplendor no por do sol em frente ao mar. O trabalho intensifica-se quando todos regressam de férias. O Inverno aproxima-se e afigura-se longo, escuro e triste. Apenas a neve me anima pela sua expectativa... mas é uma luz branda ao fim de um túnel longo.

Este momento coincide com a altura em que os meus pais mudam da casa de praia para o Porto. Mesmo que continue com as minhas escapadelas para a praia ao fim do dia, não é a mesma coisa. Não estão lá eles, nem as cadelitas... encontro uma casa fechada, que de sozinha parece triste...

No Domingo à tarde, no meio da festa de aniversário do meu avô e das coisas que ia embalando para libertar os meus pais desse esforço, passei os olhos pela televisão. Não sei em que canal estava, nem que filme era aquele que estava a terminar. Apenas vi um homem que conseguiu a muito esforço e contra todas as previsões, ganhar uma corrida de cavalos no meio do deserto. Vi a seguir que com o prémio pagou dívidas que tinha... pareceu-me que se não o tivesse feito, a sua vida estaria em risco. A cena a seguir pôs-me em lágrimas (alias assim estou só de a recordar), que a muito esforço contive para que ninguém o percebesse: o homem seguiu com o cavalo para um lugar perfeitamente árido e ali ficaram os dois até aparecer uma enorme manada de cavalos selvagens a galoparem livremente. Nessa altura, o homem soltou o cavalo que lhe tinha permitido pagar a dívida, ganhando a corrida. O cavalo correu livremente alguns passos e parou... olhou para o dono como que a pedir-lhe consentimento e ao mesmo tempo a despedir-se dele. Nessa altura o homem disse-lhe “...vai... corre livre...”. Mesmo assim o cavalo hesitou... e depois correu.

Lido muito mal com separações e despedidas. Quanto é preciso gostar de um cavalo para o soltar e ficar sem ele para sempre? Apesar de saber que os cavalos selvagens são felizes exactamente assim: livres para correrem em grupo.

Definitivamente esta altura interfere comigo... não sei bem porquê. Até gosto do encanto do frio e dos dias de Inverno passados em casa; o que raramente faço, porque dou-me bem com o frio e continuo a fazer todos os desportos de ar livre que faço no Verão. Não lido mal com a chuva. Até gosto de neve e sou fanático pelo ski e pelo snowboard. Mesmo o mar, tem muito melhores ondas no Inverno, e especialmente, menos gente.

Se calhar este ano estou mais sensível que o costume. Felizmente estes momentos de melancolia ou nostalgia alternam com outros de grande alegria e felicidade. Reencontrar o amor é um quase desvendar um mistério, repleto de boas surpresas...

Sérgio

25 agosto 2006

E melhor que o amanhecer...

... é assistir ao por do sol em frente ao mar...


Sérgio

23 agosto 2006

13.ª Concentração de Gois.

Este ano já é a 2.ª concentração que visito, o que para quem nunca tinha participado neste tipo de evento e nem sequer aprecia, é significativo. Acima de tudo, os amigos e o convívio falam mais alto (além da vontade de conhecer, é claro).

Photobucket - Video and Image Hosting

Fiquei também a conhecer Góis, uma pequena e simpática vila. Muito bonita e acolhedora, calma e bem verde, vai merecer uma nova visita, mas num fim de semana mais tranquilo.

Photobucket - Video and Image Hosting

Não fiquei lá... inicialmente ainda pensei nisso, mas tinha noção que a semana ia ser complicada. Combinei então com a Texe, o Filipe (que com ele trouxe o primo), o Leonardo (que desta vez não trouxe a “verdadeira máquina” e veio à boleia comigo e com a Texe... corajoso este homem!). O Tiago foi para lá na Sexta à noite, enquanto o Nuno e a Cristina já lá estava desde quinta à noite. Estes últimos levaram com chuva e frio, mas felizmente no Sábado esteve bom tempo e deu para fazer uma grande churrascada.

Photobucket - Video and Image Hosting

Apesar disso, no sábado de manhã, eu e a Texe chegamos a anular o passeio por momentos... é que parecia que o céu nos ia cair em cima! Mas depois, e após uns contactos, soubemos que estava bom tempo em Góis. Eu, o Leonardo, o Filipe e o primo ainda apanhamos umas gotas na A29; já a Texe, que se encontrou connosco em Estarreja, levou uma boa molha e chegou a parar tanta era a chuva...

Photobucket - Video and Image Hosting

Depois de Estarreja o tempo melhorou. Fizemos uma viagem serena pelo IP3 e até Góis. Paramos para meter gasolina um pouco antes, ainda por cima, gasolina marada... a Scarlet começou a soluçar em baixas logo a seguir e ficou com um trabalhar estranhíssimo...

Photobucket - Video and Image Hosting

Finalmente já na concentração, fomos ter com o Nuno e a Cristina. À nossa espera já estava um churrasco divinal e um pão tradicional delicioso! Felizmente ninguém foi mordido pelas abelhas que por ali andavam em grande quantidade e queriam comer do nosso churrasco.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

O Nuno estava com uma ressaca irreconhecível... Aliás isso ficou patente nalgumas poses estranhas... Dizia o Leonardo, que não o conhecia até à altura, que ele “...ficou muito à quem das expectativas...”, dada a conhecida energia adrenalizante do nosso amigo SataN. E isto mesmo tendo em conta um pequeno passeio, que o Leonardo deu com o Nuno aos comandos da potente ZZR! Pelo contrário, a Cristina estava bem disposta; felizmente, e ao contrário de Faro, não havia lagartas dos pinheiros em Góis!

Photobucket - Video and Image Hosting

Ainda o almoço não tinha terminado para nós e um grupo saíu para um passeio até ao Piodão... bem me apetecia ir, mas precisava de descansar. Por lá também andavam o Vitor Sousa e a Serenguinha, o Freddy, El Tractori, o Pedrão, o Fireman, entre outros motonliners mediáticos!
Da parte da tarde tivemos uma sessão de testes feita pelo Tiago (comparativo Bandit 600 vs Hornet 600; e, Kawasaki ZZR 1400 vs Honda CBR 1100 XX). O resultado foi uma tremenda dor de cabeça para este piloto pouco habituado a estas andanças, que lhe serviu de desculpa para uma soneca e assim curar a ressaca da noite anterior.

Photobucket - Video and Image Hosting

Depois das brasas do churrasco, todos passamos um pouco por outras brasas, estendidos no belo relvado em toalhas de praia (obrigado Texe!).

Ao final do dia fomos para a concentração propriamente dita. Por lá havia um banco de potencia, que detectou algumas situações engraçadas... por exemplo, a moto do SataN (Kawasaki ZZR 1400) exibiu 175,9 CV (em vez de 190, o que se explica devido ao raim-air, impossível de funcionar num banco de potência); a mesma potência marcou a moto do Tango, uma BMW K1200S, da qual não se esperava mais de 164 CV (é claro que em termos de velocidade de ponta, a simulação foi superior em 20 kms/h na ZZR). Ouvi também dizer que em motos iguais foram detectadas grandes discrepâncias (20 CV); às vezes maluqueiras de giglers, filtros de ar e escapes só dão em perda de dinheiro, performance, etc... Havia também um guindaste para bugie jumping; eu só de olhar para aquilo já tinha medo... era mesmo muito alto! Tinha uma feira pequenina e o resto do recinto era muito simpático e acolhedor. Vimos ainda algumas motos notáveis, como esta Honda CB1000 Super Sport e estas duas Harley-Davidson.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Jantamos fora do recinto, numa pizzaria muito boa por sinal, e ao ar livre. Enquanto jantávamos, ao nosso lado na rua, a multidão começava a juntar-se... há sempre quem faça cavalinhos, burn outs, rateres, enfim... palhaçadas que o pessoal gosta de aplaudir, para além de se exibirem alguns veículos... estranhos...

Photobucket - Video and Image Hosting

Depois de jantar vi o concerto dos Arya e gostei do som deles. Mais ainda, gostei da poderosa voz feminina, que não entendo porque é que não é mais protagonizada pela banda, em vez da voz apenas mediana do vocalista. O espaço dos espectáculos e o palco eram excelentes! Pena os Gift actuarem tão tarde... é que ainda havia 200 kms para fazer até casa...

Photobucket - Video and Image Hosting

Seguimos por uma nacional até Coimbra, que quase não tinha marcações, o que por vezes nos deixava naquela dúvida... e agora?!... para onde atiro a moto?!... A certa altura, a Texe vinha com frio e trocou com o Leonardo... escusado será dizer que o ritmo de viagem subiu significativamente. Já na A1, houve até um conta kms de uma XX que marcou 240... mas esta não é uma versão oficial, nem foi confirmada pelos outros conta kms...

Photobucket - Video and Image Hosting

Despedimo-nos da Texe em Estarreja. Nessa altura, já que o Leonardo tinha ido à boleia comigo e com a Texe, e entretanto, tinha trocado de posições com a Texe, para fechar o circulo, disse-lhe para levar a Scarlet... Fazia um ano que tinha comprado a Scarlet e nunca tinha andado à pendura. Lá fui eu, com um excelente condutor aos comandos! A viagem até ao Porto foi rapidinha... o Filipe (numa versão não oficial novamente) acusou algumas curvas acima de 220 kms/h! Por seu turno, o Leonardo confirma ter ultrapassado os 240 em recta... Acima de tudo, uma condução muito segura, de trajectórias limpas e sem riscos desnecessários, face ao quase inexistente trânsito que circulava àquela hora na A29 (duas da manhã).

Foi mais um dia cheio de boa disposição, muita gargalhada e que ficará nas nossas memórias concerteza!

Sérgio

21 agosto 2006

16 agosto 2006

Velhinhos em Folha...

...era o titulo de 1.ª página do JN no dia seguinte ao concerto dos Rolling Stones, no Dragão, no passado Sábado, 12 de Agosto.

Photobucket - Video and Image Hosting

Actualmente só há duas bandas capazes de esgotar uma tournée mundial de concertos em estádios de futebol: os Rolling Stones e os U2. Quer dizer... há ainda os Pink Floyd, mas esses não me parece que lhes apeteça fazer mais espectáculos... lançaram o DVD e e...

Photobucket - Video and Image Hosting

Não sei quantas vezes os Rolling Stones já estiveram em Portugal... pelo menos 4 tenho a certeza, com duas passagens por Alvalade. Nas 3 últimas assisti aos concertos (Alvalade em 1995; Coimbra em 2003; Dragão em 2006); e a mais assistirei se por cá voltarem. É um espectáculo a nunca perder! Infelizmente, algo me diz que esta deverá ser a última tournée deles... algum dia terá que ser...

Photobucket - Video and Image Hosting

Mick Jagger tem exibido ao longo de toda a sua vida uma energia fora de série, apesar do seu ar débil e frágil. Neste concerto fiquei espantado! A energia continua lá; exuberante na forma como se mexe, dança, corre. Não há um metro quadrado de público que lhe consiga ficar indiferente e ele incita constantemente os 4 cantos do estádio. Mais do que isso, tem agora aos 63 anos um ar atlético e musculado. A voz permanece inalterável. O homem rejuvenesceu!

Photobucket - Video and Image Hosting

O mesmo se pode dizer de Charlie Watts. Exibe um porte possante para a sua idade; a face surge rejuvenescida e apresenta um ar igualmente saudável.

Photobucket - Video and Image Hosting

O mesmo já não podemos dizer de Keith Richards... provavelmente a queda de um coqueiro no inicio desta ano, assim como o consequente traumatismo craniano e operação, terão deteriorado significativamente o seu ar, já de si, desgastado por muito anos de rock & roll. Um jornalista dizia antes do concerto, que o espectáculo iria ser memorável; e sobre Keith Richards, dizia que ele não tinha 7 vidas, mas sim 9... só que já tinha gasto 7... Notei um grande envelhecimento nestes últimos 3 anos. Pior do que isso... Richards desafinou algumas vezes quer à guitarra, quer na voz. Vi-o muitas vezes procurar Ron Wood e observar a guitarra dele, mas assegurar a sincronização... o que não é bom sinal...

Photobucket - Video and Image Hosting

Por fim Ron Wood. Mantêm-se mais acabado que os dois primeiros e menos que o último... tal como há 3 anos atrás. Exibiu boa disposição e as suas poses habitualmente teatrais! Tem um ar tão carismático quanto os outros 3. Esteve bem. A título de curiosidade, Ron Wood só integra a banda em 1974 (tornando-se membro definitivo em 75), data em que abandona os The Faces (banda de Rod Stewart), substituindo Mick Taylor (que por sua vez havia substituído Brian Jones em 1969, esse sim membro inicial da banda). Outro dos membros iniciais foi Bill Wyman, que abandonou os Stones em 1993´(consultem mais pormenores da história da banda em http://pt.wikipedia.org/wiki/Rolling_Stones).

Photobucket - Video and Image Hosting

A sonoridade dos Rolling Stones é notável e permanece fidedigna ao que nos habituaram nos últimos 40 anos (com a guitarra de Keith Richards sempre a estrilhar deliciosamente!). Não entendo como há pessoas que conseguiram bilhetes para este concerto e não foram assistir, por uma razão qualquer, mas acima de tudo por pouca vontade... É para mim um orgulho poder assistir a um espectáculo desta banda tão mediática. Sinto-me mesmo um privilegiado por ver aqueles 4 ao vivo. Já pensaram que quase todo o mundo já ouviu falar dos Rolling Stones? Que conseguem associar o nome às figuras daqueles 4 homens? Que conseguem associar aquele nome a um som tão notável, quanto original? Esta banda mudou o mundo inúmeras vezes... alguém tem noção do que já se escreveu sobre estes 4?! Alguém tem noção de quantas versões há de temas escritos por eles?! Só a titulo de exemplo: versões de “ruby tuesday” deve haver aí umas 50, contando com interpretações de orquestras sinfónicas; “like a rolling stone” popularizado por Bob Dylan; “I can’t get no satisfation” pelos Trintons; “I’m free” pelos Soup Dragons; “I just wanna to make love to you” tem inúmeras interpretações, a última bastante popularizada no anúncio da coca-cola light. Aliás, quase que seria mais fácil apontar os temas que nunca foram interpretados por outros músicos...

Photobucket - Video and Image Hosting

São ainda acompanhados desde longa data, por músicos de qualidade surpreendente, contribuindo definitivamente para uma consistência sonora inigualável.

Photobucket - Video and Image Hosting

Lamentável mesmo, só a péssima qualidade do som exibida no Dragão. Não percebo sequer como é que isto pode acontecer... se de um espectáculo de música se trata, como pode o som ser descurado? Nas primeiras 3 músicas a distorção foi de tal forma que pouco se percebia do que Jaegger cantava. Nos outros 2 concertos que assisti, o som teve sempre uma qualidade notável.

Photobucket - Video and Image Hosting

O alinhamento não foi dos meus favoritos... fez falta “gimme shelter”, “waiting on a friend”, “angie”, “wild horses”, ou mesmo, “like a rolling stone”. Mas tivemos outras novidades como “all right now” na abertura “ruby tuesday” e "brown sugar", entre outros temas mais antigos e alguns blues. Aliás, dos 3 espectáculos que vi, poucos são os temas comuns, para além de “start me up” (inebriante), “simpathy for the devil” (o ponto alto do concerto) e “Satisfation” (obrigatório).

Photobucket - Video and Image Hosting

O palco, os efeitos especiais e todos os efeitos de luz e multimédia estiveram no seu melhor, face aos 2 episódios anteriores a que assisti. Apenas foi pena que o efeito lança chamas tenha avariado após a 1.ª explosão no inicio de “simpathy for the devil”, só voltando a repetir-se no final do tema, mas sem a pujança devida, tal como no fim do espectáculo entre o fogo de artifício.

Memorável!!!

Sérgio

01 agosto 2006

25.ª Concentração de Faro.

Depois de semana e meia de tanto trabalho que até me fez sentir mal por ter direito a férias, aí estava eu prontinho para arrancar na quarta-feira de manhã de 19 de Julho.

Às 8h30, ou alguns minutos depois, já estava na bomba de gasolina à espera do Luís Capa, quando vi um sms a dizer que estava atrasado. Liguei ao Nuno SataN a avisa-lo do atraso; entre meter gasolina, ver pneus e tomar café, lá chegou o Luís e às 9h00 já estávamos a caminho da área de serviço de Pombal, onde o Nuno e a Cristina nos esperavam.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Festa, pequeno-almoço (outro) e treta, lá nos fizemos à estrada até ao Farol da Nazaré. Tudo bem disposto, o tempo estava bom (meio encoberto mas não muito quente) e o passeio prometia. Lá fomos nós todos contentes a passear, tirar fotografias e fazer filmes (com tripés sofisticadíssimos instalados nas motos!).

Photobucket - Video and Image Hosting

O passeio pela costa estava bom (Leiria, Marinha-Grande, S. Martinho do Porto, Foz do Arelho e Peniche), mas um almoço marcado com o Kawa-Mig e com o Alfarrábio (entre outros) ditou o abandono da estrada que nos levaria até à Ericeira e às curvas do Bombarral. AE pela frente e chegamos com meia hora de atraso.

Photobucket - Video and Image Hosting

O almoço foi muito agradável e foi óptimo rever o Alfarrábio e congratula-lo pelos magníficos gémeos recém-nascidos (papá babado!). Passagem ainda pela loja do Kawa-Mig e seguimos a caminho de Troia.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Chegamos ao Ferry onde se juntou a nós o Grande Teixeirinha! A equipa estava completa e a travessia foi um regalo de descanso, boa disposição e relax com aquela brisa fresquinha marítima. Regalo também para os olhos... o barco é muito bem frequentado!

Photobucket - Video and Image Hosting

Com duas horas de atraso chegamos a 1000 Fontes, onde já nos esperava um magnífico churrasco e uma companhia muito acolhedora, que nos albergou por uma noite, e ainda nos emprestaram um automóvel para irmos à praia no dia seguinte. O Nuno tem amigos em todo o lado; é um facto... mas é inegável que por esse Portugal fora ainda há muito boa gente, com bom coração, bom intimo e boa companhia. O jantar foi animado, a companhia excelente, a comida deliciosa e o tinto à maneira... de tal forma que depois da meia noite desatamos todos a aterrar, e quando o Nuno apareceu com uma “surpresa”, já o pessoal roncava... Desculpa Nuno, foi inglório! Apesar disso, a entrada do Nuno em casa, um bom bocado depois, foi no mínimo hilariante e todos nos rimos... o Nuno não conseguia abrir a porta de garrafa na mão e seguiu pela casa fora a tabelar entre as paredes, até ter chegado ao quarto, connosco perdidos de riso, apesar de adormecidos.

No dia seguinte, e depois de um pequeno-almoço “poderoso”, convenci o Nuno a levar-nos à praia do Malhão, umas das minhas praias favoritas, em vez de à praia de 1000 fontes... ainda por cima perdi-me... lá tenho culpa que tenham alcatroado a entrada do estradão de terra! A origem do nome deve estar na probabilidade “elevada” de darmos um “malhão” pela falésia abaixo... Depois foi só curtir a água verde, as ondas, a areia clarinha, as mulheres bonitas, o sol... paraíso! Até o Nuno que não gosta de praia, esteve bem!

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Mais tarde regressamos a casa para tomar um banho. Despedimo-nos das acolhedoras pessoas que tão bem nos trataram, fomos almoçar algo ligeiro, e depois deliciamo-nos com as curvas até Lagos... soberba a estrada!

Os contactos no Nuno, desta vez familiares, não terminam. Mais um convite simpático para jantar, na Quarteira, em casa do irmão do Nuno. Aqui é que foi uma churrascada! Divinal! E a sangria?! Nem se fala! Gostei muito de conhecer a família do Nuno (tens um sobrinho lindo! E viste como ele gostou da minha moto?); todos uma simpatia. Mais tarde e depois de um café “longo”, termo que causou grande perturbação na gelataria local (deveria ter pedido cheio? mas porquê?! há cafés vazios?...), seguimos para Faro onde a 25.ª Concentração nos esperava.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Depois de fazer a inscrição e pagar 40€ (!!! – mais uma vez o Nuno inventou uma marosca para entrarmos como “trabalhadores”, o que baixou o preço da coisa), ofereceram-me uma t-shirt (serve-te Teixeirinha?!), uma placa comemorativa dos 25 anos (Luís, o teu amigo gostou?) e 2 preservativos... quando mos deram perguntei, num tom sério, para que é que aquilo servia... o ar incrédulo da menina foi indescritível! Mas tenho de me manifestar aqui contra a Liga Portuguesa Contra a Sida: distribuírem preservativos é sem dúvida uma iniciativa meritória. Mas daquele tamanhinho?!... É que já tive oportunidade de os experimentar e aquilo só dá meio pau! E olhem que eu não sou assim tão dotado... Já viram que vergonha! Que ideia é que aquela estrangeirada fica de nós, homens portugueses, quando pegar num preservativo daqueles e verificar que aquilo é mais indicado para crianças, que para adultos?! Eu nem sabia que havia preservativos daquele tamanho... “S” talvez... devem-se ter enganado e desviado uma encomenda destinada à China ou ao Japão... ou então eram mais baratos por serem pequeninos...

Photobucket - Video and Image Hosting

Como somos uns privilegiados, já tínhamos as tendas montadas e o nosso sitio demarcado. Logo a seguir lá fomos nós para os copos... quer dizer, não correu muito bem no meu caso... comecei a sentir-me esquisito e não passei da segunda cerveja. Ainda por cima, deu-me o sono cedo...

Photobucket - Video and Image Hosting

Dormi mal e porcamente e acordei às 7h30 da manhã com o calor. De noite tinha estado frio e até abri o saco cama. Ás 8h30 não aguentei o calor e deu um ataque de raiva: saí pela tenda fora e deparei com a Cristina que tinha acabado de acordar. Caiu do céu! Fui tomar um banho e passei a sentir-me melhor. Logo a seguir o Teixeirinha acordou e fomos os 3 tomar pequeno-almoço. Bem melhor agora!

Dê-mos um passeio pela feira, passamos pelas tendas novamente, o Luís juntou-se a nós e fomos passear para o recinto dos espectáculos e do Moto Show. Vêm-se algumas máquinas fora do comum; tal como alguns seres... O Nuno continuava a dormir!

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Mais tarde lá acordou. Fomos ao Fórum de Faro almoçar, onde estava bem fresquinho, e rotativamente, lá íamos a correr para a casa de banho... a caganeira era geral e havia que aproveitar que não estávamos na concentração com aquelas magníficas casas de banho...

Photobucket - Video and Image Hosting

Fomos à procura de uma farmácia e acabamos por ver os malabaristas da GNR num ensaio. Fantástico! Ainda por cima, cheios de mulheres bonitas! Sortudos! Vou-me já alistar... Lá no meio um colunável! Um dos grandes responsáveis pela Concentração e a sua famosa moto.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Ainda queríamos ir à ilha de Faro, mas já se fazia tarde. Tínhamos um jantar marcado em Albufeira; aproximadamente 40 pessoas. Foi um espectáculo! Até o Francisco VFR apareceu!

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Depois abandonei um bocadinho os meus companheiros de viagem... fui dormir a Portimão, festejar o aniversário do meu primo Paulo e no Sábado de manhã, fui fazer mergulho com o Clube Subaquático de Portimão. É a segunda vez que mergulho com eles e realmente gosto daquela gente. Simpáticos, bem dispostos, prestáveis; obrigado por tudo ao Ivo e aos Nunos! No fim do mergulho até nos ofereceu chá e bolo para reconfortar o estômago. O mergulho foi excelente, com boa visibilidade, deu para brincar com um polvo, ver uma lagosta e ter um sargo pequenino na mão. Pena não ter fotografias de baixo de água. Conheci ainda a Susana; também novata nestas aventuras, simpática, delicada e muito bonita... A terra da Susana fica mesmo em frente a Portimão, e quando saímos do porto, podemos ver que até tem um castelo e tudo... só falta o príncipe... a parte do encantado é fácil! Esta menina tem um relógio giro, muito "casual", que dá informações sobre o mergulho. Definitivamente tenho de me mudar para o Algarve. Depois de regressarmos ao Clube, ainda fomos beber uns copos!

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image HostingPhotobucket - Video and Image Hosting

Almocei com o meu primo e ao fim da tarde regressei a Faro. Fui matar saudades da Ilha de Faro, onde o pessoal nas ruas esperava ansiosamente por quem fizessem um burnout. Outros curtiam o dia de praia.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

De regresso ao recinto da concentração, a noite prometia. Encontrei-me com o pessoal para jantar. Tive oportunidade de conhecer pessoalmente uma miúda muito gira: a Green Eyes (na foto está red eyes), também conhecida por Sara. Uma simpatia! E com muitos fans... O Teixeirinha estava num dia de grande humor, sempre com uma piada na ponta da língua! De onde veio a inspiração, não sei... mas gostei de o ver assim e tive pena que fosse para a tenda tão cedo, mas para quem tinha de sair no Domingo de madrugada, até se aguentou bem. Soube ainda que o Pedro e a Natacha estavam também no nosso recinto de tendas, apesar de eu só os conhecer do Motonline; e que a Natacha tinha ganho o concurso Miss T-Shirt Molhada. Só os conheci no dia seguinte; muito simpáticos, especialmente o Pedro, sendo a Natacha mais tímida.

Photobucket - Video and Image Hosting

Continuava agoniado pelo que não comi quase nada e muito menos bebi. Vi os concertos dos Deep Purple (uma decadente desilusão) e dos Xutos e Pontapés a água. Do nosso fantástico piquenique às 3 da manhã, também pouco comi. A noite mesmo assim estava muito animada! Alguns personagens coloriam o recinto no seu melhor... Deitei-me às 5 cansado e levantei-me às 8h30 para participar no desfile que encerrava a Concentração. O Luís ainda tentou levantar-se para me acompanhar, mas acabou por desistir.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Tomei um bom pequeno-almoço como não podia deixar de ser e fui ao posto médico. Estava cheio de vermelhões: alergia à lagarta do pinheiro! O enfermeiro disse que eu tive sorte, porque quase não me pegou e como ia embora, aconselhou-me a não tomar nada.

Photobucket - Video and Image Hosting

Segui para o desfile que foi brutal!!! Milhares de motos a desfilarem pelas ruas de Faro, mas mais fantástico ainda, são os milhares de pessoas que estão na rua a assistir. Incrível como a cidade adere a este evento. Só é pena que alguns palermas vão constantemente a acelerar os motores ao limite e fazer rateres... torna a coisa um tanto ensurdecedora, além da poluição e do calor... estavam 34ºC às 11 da manhã!

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Sobre a concentração, fiquei bastante desiludido... Não houve nada de mediático ou de especial na edição dos 25 anos. Foi só fazer render o peixe... os concertos com excepção dos Íris e Xútos, não foram sequer interessantes e o pessoal está farto de strips... são sempre iguais! Aliás, uma concentração que se repete à 25 anos e tão mediática quanto esta, poderia ter instalações sanitárias minimamente capazes e uma zona relvada bem superior; mas não, as condições de higiene são deploráveis e há muito, muito pó no ar. Até Domingo sempre houve controlo de entradas e saídas e auxilio ao trânsito das motos; no Domingo, dia de maior movimento, como já não era preciso controlar as pulseiras, não havia qualquer assistência aos motociclistas. Se o Motoclube de Faro tivesse menos uma moto a correr, já tinha orçamento para estas coisas. Valeu pelas pessoas interessantes que conheci e convivi, e especialmente pelo convívio com os amigos. Curiosamente vêm-se muitas mulheres bonitas. Lamento dizer isto, mas 2/3 das pessoas que frequentam a concentração são decadentes e vão para lá apenas para se enfrascaram até não poderem mais. Percebe-se assim o pouco cuidado da Organização, com o recinto e programa de festas...

Depois do desfile ter terminado, fui ter com os meus companheiros de viagem. Havia que arrumar as tendas e novamente fomos uns privilegiados, pois tivemos quem as levasse para a Central de Camionagem.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Fomos almoçar a Albufeira com o Pedro e a Natacha (tudo com cara de moca e eu com a cabeça feita num 8), onde o Nuno foi visitar a mãe. Tivemos ainda tempo para confraternizar com a dona de uma loja que queria, à força, que eu estacionasse a dentro da loja... lá a convenci que estava bem na rua... mas ela não se ficou e continuou a insistir até nos virmos embora! Depois fomos para Portimão. Estávamos ansiosos por tomar um banho... especialmente de piscina! Água fresquinha, precisava-se... estamos cheios de calor e pó do recinto da Concentração. A mim a roupa fazia-me comichão... parecia que tinha bichinhos lá dentro. Não foi difícil convencer o Pedro e a Natacha a virem connosco; fizeram mais uns kms, mas seguiram ao fim do dia para Lisboa bem mais fresquinhos, já com menos calor e com menos probabilidade de serem controlados pela polícia... é que a Natacha, apesar de já ter feito exame de condução, ainda não tinha carta... mulher corajosa! Natacha, eu bem sei que preferias ter ido às compras, mas o banhito de piscina foi o melhor que se arranjou... também não tinhas onde levar mais tralhas na moto! E já agora, cuidado com as travagens!

Photobucket - Video and Image Hosting

À noite deliciamo-nos com umas cataplanas e umas quantas cervejas, que já começavam a cair-me bem melhor... o que associado ao cansaço, fez com que não disséssemos coisa com coisa a partir de determinada hora. Eu fui o 1.º a cair redondo na cama.

No outro dia, a Cristina, o Luís e eu acordamos relativamente cedo, fomos tomar pequeno almoço e PRAIA! Lá mais para o meio dia apareceu o Nuno... e sabem que mais, ele que não gosta de praia, não queria vir embora! Passamos num bar e fomos brindados com a simpatia dos empregados algarvios no seu melhor. Optamos por sair dali e pedimos uma pizza para nos entregarem na piscina. E querem saber a maior? Em vez da tradicional acelera, a entrega foi feita num bonito Honda Civic. Boa vida é no Algarve! Ali estivemos à sombrinha até ser hora de regressar.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

É a segunda vez que venho com o Nuno ao Algarve e a segunda vez que não regresso com ele... da primeira, tive de lhe avariar a moto... o homem estava cansado e aquilo não era moto para grandes viagens. Desta vez, a coisa foi séria. A Cristina sentiu-se mal e tivemos de ir com ela ao posto de saúde de Albufeira. A coisa era séria e demorada, pelo que o Nuno optou por nos por dali para fora. Lá teve ele de avariar a moto e ficar no Algarve mais tempo; regressou de comboio e a moto de reboque... Felizmente a Cristina está melhor.

Photobucket - Video and Image Hosting

Eu e o Luís lá viemos em ritmo rápido, pois acabamos por sair do Algarve às 19h30. A viagem correu muito bem, excepto uns determinados mosquitos de Alcácer do Sal... ainda estou marcado daqueles camelos!

Sérgio