22 abril 2007

Sexo aos 14 anos...

... interrompo este silêncio de quase 20 dias, a que tenho sido obrigado por motivos profissionais, para comentar uma notícia que fez furor esta semana.
Segundo um estudo recente, os nossos adolescentes iniciam a sua vida sexual aos 14 anos. A tentação começa nas salas de aula dos liceus e muitas vezes consolida-se numa casa de banho próxima.
Ou seja, até porque a minha idade é exactamente 34, pergunto eu a estes senhores estudiosos: o que mudou afinal nos últimos 20 anos?

Sérgio

04 abril 2007

Fim-de-Semana Azarado.

Este fim-de-semana (24/25 de Março… desculpem o atraso) tive mais um dos meus episódios caricatos de falta de sorte.

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Fui até à estância de Bejar, para matar algumas saudades da neve, visto que este ano não pude acompanhar os meus amigos nas minhas férias favoritas, graças ao meu querido chefe. Fui com mais 3 pessoas, que pouco ou nada esquiavam, só com o intuito de os ensinar, porque na verdade só havia pistas de iniciados abertas, e estas com neve artificial. Levei os skis para com eles andar no primeiro dia, e a prancha para no segundo dia matar saudades.

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Posso dizer-vos que o fim-de-semana até foi agradável, apesar de no Sábado ter terminado a tarde no Hospital da vila de Bejar (onde fui muito bem tratado). É que no final do dia, já sem os skis nos pés, ao sair de uma telecadeira, apareceu-me uma besta de um funcionário da estância à frente, tendo eu ficado esmagado entre ele e a cadeira: resultado, ao tentar amparar a cadeira, rebentei um tendão no dedo médio da mão esquerda, ficando com o dedo dobrado e sem conseguir fazer qualquer movimento… Não lembra de facto, nem ao diabo, que um dos responsáveis pelo funcionamento dos meios mecânicos se atravesse num sitio de saída, onde é proibido alguém passar. Possivelmente estaria bêbado… Fiquei meio apático… sei que o insultei, mas nem me consigo lembrar da cara dele. A cadeira deu a volta e ainda voltei a levar com ela nas costas.

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Saí do hospital com uma tala no dedo. Não me tirou a boa disposição e até andei a fazer snowboard no Domingo o dia inteiro. Também não me impediu de guiar para casa…

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

O pior vem agora… É que tive de ser operado para coser o tendão e os resultados clínicos não são muito interessantes para este tipo de lesão. Tive dores no pós-operatório e hoje foi o 1.º dia que não tomei comprimidos. Tenho pela frente 4 semanas com o dedo imobilizado; ou seja, não posso fazer quase nada do que mais gosto: viet vo dão, squash, body board, andar de moto… enfim! Resta-me a consolação que se fosse na mão direita teria sido pior. Apesar de tudo, se tivesse partido o dedo tinha sido menos grave… agora assim, garanto-vos que de agradável não tem nada…

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

À partida, não vou conseguir mais esticar o dedo totalmente… O que me impede de fazer um gesto muito útil a algumas pessoas que me chateiam constantemente… com a mão esquerda!

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Sérgio

01 abril 2007

Passeio ao Lindoso - Take 2!

Há dois fins-de-semana atrás fui fazer uma passeio de moto. Estava ansioso por voltar a fazer o passeio que no ano passado não consegui terminar, porque caí na geada (e no óleo e gasóleo e sei lá que mais), ao passar em frente à central eléctrica do Lindoso.

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Comigo alinharam logo, além da Joaozinha, o Pedro e o João Pedro.
O Pedro antecipou-se a mim e no seu blog fez uma crónica da viagem. Visitem http://www.amado-historiasdavida.blogspot.com/.
Tenho algumas fotografias e histórias para adicionar às do Pedro.
Saímos do Velasquez e fomos pela A28 até Viana do Castelo, com destino marcado a Ponte da Barca e ao Lindoso. Reentrada em Portugal por Monção e Melgaço, em direcção aos Arcos de Valdevez; e finalmente, regresso ao Porto.
A primeira paragem foi na área de serviço de Viana, para um café; e logo aqui a primeira história. Quando fui buscar os nossos cafezinhos, chegou um casal com 3 filhos. A típica família portuguesa que ao Domingo tira o carro da garagem, veste a melhor roupa e vai almoçar fora. Todos os miúdos quiseram donuts e bebidas energéticas (powerade); os pais, por oposição, escolheram algo mais relaxante… dois cafés e duas Macieiras! E venha a estrada!

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

O passeio propriamente dito só começou depois de Ponte da Barca. Aí sim, começaram as paisagens dignas de se verem, as curvas dignas de deitar a moto e de arredondar os pneus deformados pelas auto-estradas e vias rápidas. O piso estava seco e convidava ao desfrute da estrada… mas algumas manchas de óleo lembravam-me o episódio de Janeiro de 2006… e criavam-me alguns arrepios… não queria regressar novamente de reboque! Mais tarde, ao almoço, o João Pedro referiu que numa das curvas fomos à berma devido a uma dessas manchas de óleo.

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Parámos na curva em que caí, e mais uma vez, não entendo o tombo do ano passado… geada sim, óleo sim, e gasóleo também. Só pode… aquilo é quase uma recta.

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Tentámos almoçar em Portugal, mas ficámo-nos pelas fotografias; o aspecto não antevia grandes iguarias, pelo que acabámos por almoçar do lado espanhol, numa esplanada, e diga-se de passagem, muito bem! Carne de vitela grelhada muito boa, salada com “nutrientes especiais” e uma vianeta com whisky! Mas pouquinho é claro… é que os espanhóis não têm Macieira!

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Em Espanha a paisagem tornou-se menos interessante; já a estrada melhorou. Mas o melhor veio depois de entrarmos novamente em Portugal. Especialmente entre Melgaço e os Arcos de Valdevez. A 50 kms/h, as curvas eram feitas bem rapidinho… e com direito a algumas surpresas… ainda bem que não vínhamos a “queimar” muito. Apesar disso, quando parámos, percebemos que não havia muito mais pneu para usar! O Pedro e a sua VMAX não conseguiam acompanhar o ritmo da fantástica RSV1000 do João Pedro, que seguia nas calmas… Para mim, e até porque levava comigo a Joaozinha, o ritmo estava “au point”. Só lamento ter endurecido demasiado a suspensão da frente para evitar os afundamentos nas travagens, o que tornou a viagem mais cansativa. De resto, a máquina esteve impecável!

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Jantei já no Porto e ainda tive direito a uma chuvinha antes de chegar a casa.

Adorei o passeio; mais ainda a companhia. Sem dúvida, uma equipa a juntar para breve.

Sérgio

P.S.: durante o mês de Abril não vou poder andar com a Scarlet. Fui operado e tenho a mão esquerda imobilizada.