16 fevereiro 2006

Polícia Camarária ou Mercenária?

Ontem fui multado por ter o carro estacionado a menos de 25 metros de uma paragem de autocarro. Foi a 1.ª vez esta semana que não vim de moto... pimba!

(Os traços separadores da via estão bem visíveis...)

Só que a história está incompleta... como é bem visível nas fotografias (apesar do piso molhado), há um tracejado pintado no chão que sinaliza uma zona de estacionamento ao longo da rua, dividindo-a da faixa de rodagem.

(...visíveis na rua toda!)

Encontrei o meu carro já meio levantado do chão e tive de pedir a uma suposta Sr.ª Polícia Camarária para baixar o reboque, que eu responsabilizava-me pela situação em causa.
Depois de explicar à senhora que aqueles traços permitiam que eu ali estacionasse, tal como em muitos outros sítios da cidade actualmente, entre outros argumentos, a prepotência da mulher limitou-se a dizer: “...esses traços já estão muito apagados...”. Único argumento aliás apresentado ao longo da discussão.
Para começar, os traços até se vêm muito bem. De imediato lhe perguntei se o traço continuo da curva ali à frente era para eu respeitar ou não?... É que está muito mais apagado! Também lhe disse que não conhecia esse princípio, segundo o qual, sempre que a sinalização está desgastada pelo tempo, os condutores têm o direito de a não respeitar...

(O automóvel atrás do meu não foi multado.)

Tentei ligar para o 112 e chamar um carro patrulha da PSP, mas ninguém me atendeu... felizmente ninguém estava a morrer...

(A distância que o meu carro foi arrastado.)

Neste contexto tive mesmo de ir levantar dinheiro, para que o meu carro não fosse arrastado. 50€! Dá-los aquela mulher a quem tinha vontade de espancar, foi mesmo engolir um sapo... Avisei-a que claramente que vou contestar a multa, exigir pedido de desculpas e procedimento disciplinar contra ela. Ainda lhe disse que ali a única coisa que estava mal era a falta de bom senso e má fé dela. Há muitos carros mal parados em 2.ª fila a incomodar o transito pela cidade fora, no entanto, ela estava ali a implicar com uma situação na qual não tem razão nenhuma, e em nada prejudica alguém... só que a multa é mais alta. No fim, a mulher estava branca... e eu sem 50€...

(Vêm-se algumas marcas dos pneus no chão.)

Logo a seguir, a criatura imbecil foi implicar com outro carro, que não era o que estava mais perto da paragem (até porque não há nenhuma marca amarela na rua a marcar a distância em que seria proibido estacionar).

(Será que aqui também temos de respeitar 25 metros de distância à parágem?!)

Não percebo que raio de gente é esta que a CMP do Porto emprega e que actua conjuntamente com os STCP... Temos mais duas polícias além da PSP?! Depois vêm falar em deficit! E para quê?! Será que a PSP não é capaz de desempenhar a sua função?! Ou tem princípios, valores de comportamento e dignidade a mais para as necessidades fiscais da CMP?! É que a PSP passa várias vezes ao dia aqui e nunca os vi multarem os carros que estão correctamente estacionados...

(E neste caso? Estarão os traços desgastados?! E o lugar privativo estará a mais de 25 metros?!)

Até posso entender que em frente daquela paragem não deveriam haver carros estacionados. Mas para isso primeiro apagam o tracejado branco; só nessa situação têm legitimidade para multar.

É por estar e por outras que o nosso país é o que é: "Quando os que mandam perdem a vergonha, os que obedecem perdem o respeito."... já dizia o Cardeal de Retz.

Sérgio

7 comentários:

Anónimo disse...

Sem Comentários ao que te aconteceu, mas deu uma bela de uma reportagem !!
parabéns !!
MT

RN disse...

Melhor Sorte!!
Essa camarária......será que lhe deram formação para andar na rua?!!!

Solariso disse...

Não há critério algum, quem passa a multa não tem formação nem sensibilidade. Assisto várias vezes a carros da Câmara de Leiria estacionados em Rotundas enquanto os empregados da Câmara tratam do Jargim da Rotundo e nesses casos nunca vi um Policia a multar.

Pena que não haja a pena de um par de estalos a quem fecha os olhos ao que realmente está mal e implica com uma situação que não tem mal, simplesmente porque apetece. É para mostrar serviço,...mas o serviço é de merda...

alice disse...

Olá Sérgio,

o seu post vem mesmo a calhar: ontem recebi uma notificação de inibição de condução durante um período de 30 dias por uso de aparelho radiofónico (telemóvel) durante o acto da condução
como se não bastasse a multa de 120 euros paga no acto, agora fico um mês inteirinho sem conduzir
e nem 1 grama de alcoól eu tinha no sangue
não atropelei ninguém, não prejudiquei outros condutores, nem a segurança da via ou dos transeuntes...
a justiça é injusta
beijinho, alice

gvilhovsky disse...

bem vindo...
portugal é assim

Blogmaster disse...

Isto é assim mesmo!
Qualquer palerma assume essas funções e apanham-se com "poder" nas mãos... e depois é este o resultado!
Enfim... Portugal no seu Melhor!

tasnafila disse...

Se pagares bem eu estaciono-te o carro. Não garanto é que ao chegares carro já não me tenha ido embora na companhia de uma loiraça daquelas... Sabes como é... É que elas até gostam dos descapotáveis. ;)