12 dezembro 2005

Passeio ao Caramulo do Fórum Motonline - 1.ª Parte.


Ontem, Domingo 11 de Dezembro fui pela 1.ª vez passear com alguns dos intervenientes deste fórum, os quais conheço mais pelo nick (e é cada um...), do que pela cara!
O César, numa organização SEM TRAVÕES BAR, fez os contactos e pôs o pessoal na estrada.

Com hora marcada para as 9.00h e saída efectiva às 10h00, lá nos fizemos ao caminho, começando por nos perdermos logo no quarteirão do SEM TRAVÕES BAR. É que eu fiquei com a “arriscada” tarefa de ser a “moto vassoura”... sim, e que outra moto que não a minha se dignaria a tão sublime tarefa sem retaliar com embrulhanços, soluções, rateres e engasganços... só uma elegante “senhora inglesa”!

Já agrupados a descer a VCI para o Freixo, seguimos em ritmo lento pela estrada de Entre-os-Rios. Depois de atravessar a ponte, fizemos a 1.ª paragem. Fotografias, cigarrinhos, bolos, etc.. Tempo para tudo e volta para a moto, porque muita estrada há pela frente.


Seguimos em direcção a Castelo de Paiva e Vale de Cambra; nessa altura o ritmo tornou-se alucinante dadas as características da estrada e os dotes de condução dos vários participantes. Tenho-vos até a dizer, que me vi envolvido num despique duríssimo com um ciclista que teimava em tentar ultrapassar-me e meter-se no meio dos meus companheiros de viagem... (risos!).

Depois de Vale de Cambra a estrada melhorou consideravelmente e voltamos ao ritmo de passeio até Vouzela (com uma estrada normal não dava pica...). Tempo ainda para uma paragem rápida e reabastecimento de algumas motos.

Chegados ao IP5, tempo para alguns dos nossos amigos esticarem (as pernas, os braços e sabe-se lá que mais...) até aos 260... ou por aí perto.

Paragem em Vouzela: local idílico, calmaria, música suave no ar... e PASTEIS DE VOUZELA! LOUCURA! O local onde estacionamos as motos era fantástico: arcadas de pedra, rio... estava um sol esplendoroso! Tivemos uma sorte incrível com o tempo. Aliás o fim-de-semana todo esteve fantástico.


(entra o Velho do Restelo)

Uma nota aqui para os verdadeiros protótipos que participaram neste passeio: desprovidos de piscas, matrícula, retrovisores entre outras peças... além de outras alterações... estes veículos altamente dotados mostraram o que era realmente andar depressa em determinadas alturas... só não percebi o que é que o Francisco VFR, com a sua moto civil e não RR, andava a fazer no meio deles? Parece que nas rectas ficava para trás... Não posso deixar de assinalar também a coragem de outros participantes, cujas motos estavam equipadas com “slicks” em vez dos tradicionais pneus com rasgos... Outras formas de coragem demonstradas traduziram-se em conduzir sem equipamento apropriado... ora isto demonstra muita segurança na condução, já que “ir ao soalho” está fora de causa para estes motards.

Depois da chegada do Satan e dos seus amigos, voltamos para cima das motos e fomos a caminho do nosso local de almoço. E à saída de Vouzela perdemo-nos outra vez. Depois de uns telefonemas para o Porto... sim, o César deixou o telefone no Porto e valeu-nos a Alexandra! O reencontro foi rápido e finalmente, hora de almoço!

(continua)

Sérgio

5 comentários:

diácono remédios disse...

Ó meus amigoszeze... Domingo é dia de ir à missazezeze... a pé ou de carro... essas motazezezezes são obra do demo... especialmente aquelazeze com escape rotozeze! Rezainde...

o guarda abel disse...

Nem precisavam de tirar fotografias... é que eu tirei bastantes... eheheh!

MT/JC disse...

Amigo estou orgulhosa de ti, de tantas coisas giras que partilhas comnosco, deve ter sido bem divirtido !!
Viva o Espirito do motard!!

jorge sempaio disse...

SEM TRAVÕES BAR?! Que vem a ser isto?! Em que país vivemos?!

darth vader disse...

I feel the power of the dark side on the name of the bar... maybe I'll have some beers there...