11 setembro 2006

Mesmo que a vida mude...

Hoje de manhã, no meu pequeno passeio pela blogosfera, descobri este poema fantástico que não hesitei em transpor para aqui (Tatiana Almeida, http://www.fotolog.com/bundjinha) .

Sérgio



CADA LUGAR TEU

Sei de cor
cada lugar teu,
atado em mim
a cada lugar meu...
Tento entender o rumo
que a vida nos faz tomar,
tento esquecer a mágoa,
guardar só o que é bom de guardar.

Pensa em mim,
protege o que eu te dou.
Eu penso em ti
e dou-te o que de melhor eu sou,
sem ter defesas que me façam falhar,
nesse lugar mais dentro,
onde só chega
quem não tem medo de naufragar...

Fica em mim,
que hoje o tempo dói,
como se arrancassem tudo o que já foi,
e até o que vira,
e ate o que eu sonhei.
Diz-me que vens guardar e abraçar tudo o que eu te dei.

Mesmo que a vida mude,
os nossos sentidos
e o mundo nos leve para longe de nós,
e que um dia um tempo pareça perdido,
e tudo se desfaça num gesto só.

Eu vou guardar
cada lugar teu,
ancorado em cada lugar meu,
e hoje apenas isso me faz acreditar
que eu vou chegar contigo,
onde só chega quem não tem medo de naufragar!

Mesmo que a vida mude,
os nossos sentidos
e o mundo nos leve para longe de nós,
e que um dia um tempo pareça perdido,
e tudo se desfaça
num gesto só.


Poema: Mafalda Veiga

Fotografia: http://www.webshots.com

5 comentários:

welcome2marte disse...

DEDICADO A: ?
;-)

CARMO disse...

ninguém... que eu saiba...

CarpeDiemBeHappy disse...

Este texto parece-me um contrasenso...mas é bonito!!

C.A.R.L.O.T.A. disse...

axo k nao há ngm k nao gxt desta musica...eu adoro

Lurdes disse...

Uma das minhas músicas preferidas!