29 maio 2006

O Tempo Certo


"De uma coisa podemos ter certeza: de nada adianta querer apressar as coisas.
Tudo vem ao seu tempo, dentro do prazo que lhe foi previsto. Mas a natureza humana não é muito paciente. Temos pressa em tudo! Aí acontecem os atropelos do destino, aquela situação que você mesmo provoca, por pura ansiedade de não aguardar o tempo certo.
Mas alguém poderia dizer:
- Mas qual é esse tempo certo? Bom, basta observar os sinais. Geralmente quando alguma coisa está para acontecer ou chegar até sua vida, pequenas manifestações do quotidiano, enviarão sinais indicando o caminho certo. Pode ser a palavra de um amigo, um texto lido, uma observação qualquer. Mas com certeza, o sincronismo se encarregará de colocar você no lugar certo, na hora certa, no momento certo, diante da situação ou da pessoa certa!
Basta você acreditar que nada acontece por acaso! E talvez seja por isso que você esteja agora lendo essas linhas. Tente observar melhor o que está a sua volta. Com certeza alguns desses sinais já estão por perto, e você nem os notou ainda. Lembre-se que o universo, sempre conspira a seu favor, quando você possui um objectivo claro e uma disponibilidade de crescimento."

autor desconhecido


O texto tem algum fundamento... vivemos a vida a correr para usufruirmos do número máximo de coisas e de oportunidades. Há quem diga que é um paralelismo com a vida profissional, onde a competitividade empresarial assim obriga. Utilizamos a Internet para falar com os amigos... é mais rápido do que ligar-lhes ou ir ter com eles, e permite fazer outras coisas em simultâneo. Até o sucesso do fast food é consequência de nem o tempo das refeições nós abdicamos para fazer outras coisas.

No entanto, a postura de esperar que sejam o destino e o acaso a decidir momentos importantes da nossa vida perturba-me... como é que alguém consegue ser tão passivo? Sempre ouvi dizer que “... quem quer vai à luta!”. Acho que é mais esse o espírito... sem abdicar, é claro, de serenidade e tranquilidade; até porque a precipitação nunca nos leva a nada de verdadeiramente interessante.


Sérgio

4 comentários:

rn disse...

pois...esperar serenamente que as coisas aconteçam não faz muito o meu género...mas às vezes não há hipótese, temos mesmo que esperar, o problema é que a espera cria muita ansiedade e para se manter a tranquilidade e paz de espirito é preciso fazer algum exercício...mas tudo se consegue.
De qualquer maneira há que lutar para obtermos tudo o que queremos na vida!
Gosto da foto, inspira tranquilidade e vontade de ir dar uma volta eheheh

Anónimo disse...

"Assim terás de ser: Tão rápido como o vento forte, ao entrar em acção;
Tão estável quanto as florestas silenciosas que o vento não pode tremer, quando se mover lentamente;
Tão feroz e violento quanto as chamas furiosas, quando invadir o estado inimigo;
Tão firme quanto as montanhas altas, quando estacionar e tão inescrutável quanto algo atrás das nuvens e golpear tão repentinamente quanto um trovão."
Sun tzu - A Arte da Guerra
Devemos agir conforme as cisrcunstãncias, porque esperar eternamente está este pais farto.
Frnacisco

CARMO disse...

GRANDE FRANCISCO!
Uma citação da Arte da Guerra do Sun Tzu só poderia vir de um grande samurai como tu!
Abraço,
Sérgio

Lover disse...

o nada acontecer por acaso, não implica de todo passividade...não significa que seja o "acaso" (que se nada acontecendo por acaso, o acaso não existe), ou o "destino" que decide momentos importantes...
simplesmente há um momento certo para as coisas acontecerem, que no momento que queremos que aconteçam não acontecem, talvez seja porque estamos tão "obcecados", que não percebemos que aquele é só mais uma degrau que fortelacerá aquilo que de verdade desejamos...ou um tempo que ganhamos, para sabermos realmente se é aquilo que queremos MESMO!

"Basta você acreditar que nada acontece por acaso! E talvez seja por isso que você esteja agora lendo essas linhas.
Tente observar melhor o que está a sua volta. Com certeza alguns desses sinais já estão por perto, e você nem os notou ainda.!"

um beijo sem acaso...