03 março 2006

UM AMOR PERFEITO!


Há dias em que acordo com dez anos, o cabelo despenteado e os olhos a brilhar como duas estrelas. Podes estar ou não ao meu lado a dormir como uma criança, ou a viver na minha memória, mas sinto sempre o teu cheiro a leite e oiço a tua respiração regular e vejo o teu peito a subir e a descer ao ritmo do teu coração. O ar enche-se de açúcar em camadas invisíveis que se espalham por toda a casa e nos acompanham à rua quando saímos, sempre atrasados, porque nunca nos queremos separar.
Enquanto guio pela cidade e resolvo a minha quase infindável lista de tarefas, tu vais sentado ao meu lado, vejo-te de óculos escuros, oiço-te a cantarolar e sinto a tua mão esquerda sobre as minhas pernas. Nos sinais vermelhos, se fechar os olhos e me concentrar, a tua boca vai escorregar pelo meu pescoço acima até dobrar a linha do maxilar e percorrer a minha cara até chegar à minha boca para mergulhares em mim como uma onda salgada e doce, num beijo profundo e demorado.
Às vezes os outros carros buzinam porque estou distraída, mas não me importo, faço tudo devagar, com a doçura e a sabedoria dos eternos apaixonados que vivem a sonhar acordados, que viajam para outras cidades em sonhos, que adivinham o futuro melhor do que qualquer cartomante, que imaginam cada dia como o dia perfeito das suas vidas.
Tu és o meu amor perfeito. Não sei exactamente quem és nem em que cidade vives, mas és muito bonito, tens um coração onde cabe o mundo inteiro, gostas de ler e de rir e os teus amigos dizem que és o melhor amigo do mundo.
Gostas de viajar, falas várias línguas e consegues fazer piadas em todas elas. Andas de ténis e de calças com bolsos, tens uns olhos enormes e o cabelo despenteado. Nunca serás um senhor de fato e gravata, nunca serás administrador de um banco, nunca chegarás a casa com cara de chato, como fazem aqueles maridos que deixam crescer a barriga, andam de pantufas e passam horas colados aos canais de desporto.
Tu és o meu amor perfeito, que me compra colares e me escreve bilhetes, que me dá a mão na rua, que me abraça no meio de todas as praças e me leva para a cama sem hora marcada. Tens um sorriso enorme e sempre que olhas para mim, sinto uma fábrica de borboletas no estômago e tenho vontade de rir e de chorar ao mesmo tempo, porque sabes fazer-me a pessoa mais feliz do mundo.
Não sei em que país vives ou de que planeta desceste, mas tenho a certeza que vives na terra e que, tal como eu, sonhas com um amor perfeito, feito de paz e de açúcar, um amor seguro e tranquilo que a distância não mata nem o silêncio consome. Pode ser que te torne mesmo verdade e um dia destes entres pela porta da minha casa e me digas que nunca mais te vais embora. Mas, mesmo que nunca venhas, és o meu amor perfeito, a imagem idealizada do que desejo e mereço, o sonho que me faz acordar e sentir-me outra vez com dez anos, com estrelas no olhos e o coração cheio de açúcar.

Margarida Pinto Rebelo


Li este texto e fiquei fascinado... claro que para me rever nele, teria de o traduzir do feminino para o masculino... mas acho que mesmo assim falta alguma coisa. Falta o clique... aquele flash que nos diz, quando vemos a pessoa num determinado momento, que há algo de muito especial entre ela e nós... é isso que falta!

Sérgio


P.S.: obrigado, Rosa, pelo texto. Fotografia retirada do webshoots.

7 comentários:

Anónimo disse...

Lindo texto! O amor perfeito só o é aos nossos olhos....e o clique é para quem acredita no verdadeiro amor, no amor ao acaso, sem preconceitos e interesses...e acontece mesmo antes de nos conhecermos!Basta um olhar.....e eu só me consigo apaixonar desta forma mesmo que para isso tenha que sofrer...o sonhar em encontrar alguém conforme a imagem que criamos é dificil, mas é possivel.
Adoro este texto e revejo-me nele, excluindo qualquer premeditação ao Amor....

darth vader disse...

Anonimous... you must sign your comments... devil you are!
To you CARMO, I hope that some girl picks a snowboard, or a bodyboard, and hit your head with it, strongly, and then maybe you feel some click... on your head, or on your neck... insane you are!
It's so simple... Choose one with big boobs and that's it!

Anónimo disse...

Pois é darth vader...tu também podias sair dessa máscara que usas!

O CARMO se quiser ter um click que se cruze comigo, talvez leve com alguma coisa na cabeça eheheh..ai sim...vai ver o que é o verdadeiro click!!

a sua vizinha disse...

Ó vizinho Carmo, venha até cá tomar um cafezinho!

maroc disse...

Continua a dar um bom contributo na blogosfera, Parabens!!!
Assim como os admiradores timidos...Continue Excelente trabalho!

Solariso disse...

1-Gosto de viajar,
2-Falo 4 linguas fluentemente, arranho mais uma e sei o suficiente de outra para sobreviver.
3-Ando regra geral de ténis
4-Uso sempre calças com bolsos
5-Olhos grandes tb dizem que tenho "enooormmess"
6-Cabelo despenteado sempre que não se penteia sozinho
7-Não, nunca vou ser administrador de nenhum banco, morria de tédio.
8-Não me colo ao canal desportivo nem estou para pagar um serviço que nada contribui para o meu bem-estar.


Esta foi a parte que vai de encontro ao desejo...a parte mais fácil.

Agora o outro lado da moeda

1-Não sou perfeito
2-Não tenho efeitos halucinogénicos sobre nenhuma mulher do tipo "Tens um sorriso enorme e sempre que olhas para mim, sinto uma fábrica de borboletas no estômago e tenho vontade de rir e de chorar ao mesmo tempo, porque sabes fazer-me a pessoa mais feliz do mundo" (talvez o LSD faça aproximar da sensação)
3-Não compro colares nem alimento o consumismo fútil
4-Ando de pantufas e dai (sempre aquecem os pés)
5-Recuso-me a encher o coração de alguém com açucar, (este fermenta e passa a alcool e logo vem a dor de cabeça)

Conclusão:
Oh Margarida, acho tudo uma grande ilusão...mas ainda bem que há quem sonhe assim

Um bom Post Sérgio

CARMO disse...

A escrita muitas vezes ocorre-nos ao som e à imagem dos sonhos... Gostei especialmente do texto porque sonho muito acordado.
O resto meu amigo... é mais complicado... perfeito, ninguém é!
Abraço.