15 novembro 2005

EGOÍSMO


É vulgar ouvirmos dizer que as pessoas estão cada vez mais egoístas; que só “olham para o seu umbigo” e não respeitam os sentimentos dos outros, mesmo que de pessoas muito queridas se tratem (por exemplo, marido e mulher – ou pelo menos assim deveria ser). Infelizmente, é mesmo uma característica da nossa sociedade, onde as coisas parecem valer mais que as pessoas, e a utilidade ter mais valor que os sentimentos.

E se reflectirmos um pouco, assim somos. Com frequência recusamos a companhia de amigos, só para ficarmos em casa a preguiçar no sofá, a ver um filme, a ler um livro, a ouvir o cd que comprámos... Até porque às vezes a preguiça fala mais alto; “...está a chover lá fora, estou tão cansado...”. Mas não será a preguiça uma demonstração de egoísmo para com o nosso amigo que precisa da nossa companhia?

Outras vezes, e por gostarmos de estar sozinhos, não trocamos a nossa própria companhia para “aturar qualquer um(a)”! Somos demasiado selectivos nos amigos e a na companhia, o que impede algumas pessoas de se revelarem exactamente como são e de se criarem laços de amizade. Aqui o egoísmo está mais dissimulado entre outras razões e sentimentos.

Mais grave será quando em busca do nosso pleno conforto e realização, acabamos por colocar pessoas a quem muito devemos e estimamos, em situações nada justas; ou que pelo menos assim as consideraríamos se invertidas estivessem.

É vulgar também vivemos períodos na nossa vida em que o nosso egoísmo atinge o auge de recusar toda e qualquer pessoa que de nós se aproxime (mesmo sem a avaliar), porque “...nem estamos aí...”. Quando na verdade, e bem lá no fundo, todos nós ambicionamos ter alguém ao nosso lado, para que possamos partilhar a nossa vida, para que nos sintamos úteis e por quem possamos expressar todo o nosso carinho, amizade, paixão e amor.

“...se gosto de ti,
se gostas de mim,
se isso não chega
tens o mundo ao contrário...”

Sérgio

12 comentários:

Anónimo disse...

Não vejo esta forma de estar como um reflexo de egoísmo, mas como uma forma de me sentir mais segura. O meu mundo, o meu meio, o meu sofá, a minha solidão, não significam q tenha mais ou menos carinho por aqueles de quem gosto, por aqueles q gostam de mim e a quem chamo amigos; significa apenas q no meu mundo me sinto protegida, longe de todos os sentimentos e acompanhada por o silêncio q tanto valorizo... às vezes estarmos sós é percorrermos um caminho para nos encontrarmos a nós próprios...
Qto ao Amor, cabe a cada um de nós a opção de o deixar ou não entrar, mas tenho a certeza que se o deixarmos entrar, o nosso mundo vai ficar mais preenchido, e até o silêncio vai-se tornar mais confortável...

Anónimo disse...

Carmo, you bloody idiot, are you telling me, I'm an egoist?! I'll cut you pieces too...

Anónimo disse...

Ahahahaha! This blog is better everyday...

Anónimo disse...

Parabéns Carmo pelo teu blog! Só hoje o descobri e gostei muito do que vi.
Um abraço,
Brás

Anónimo disse...

Egoísmo?!Mas porque?-dar e receber é uma dádiva, ter amigos/ ou conhecidos de quem gostamos e nos tentam tirar do "sofá" é optimo!Preferir o nosso livro/cd/rever fotos/DVD...porque nao?-por acaso tem receio de estar só?-nao acredito!Para um praticante de artes marciais, a concentraçao,reflexao, são importantes e não obrigará a um isolamento...?.
Este verso dos Xutos faz lembrar outra musica, do Rui veloso(anel rubi?!)...pois,as nossas personalidaes entram em acção.Podemos optar por viver no Mundo da imaginaçao/Platonico, rodear-nos daqueles que seleccionamos para o nosso "clube", termos varias actividades que nos preenchen o tempo e nos fazem sentir bem;
-ou, pudemos optar por tentar baixar as defesas/mascaras e procurar a "VIDA" que nao é facil, mas nao sera esta opçao a tomar, correr riscos que podem provocar desconforto, dor, muita alegria, misto emoçoes inexplicaveis?- la no fundo o que todo ser Humano deseja é ser feliz, seja ela qual for a formula para cada um de nós!
blablabla...muito mais diria...mas...Se me é permitido, parece estar com receio que algo lhe escape...Entao as suas maximas????-focus no seu objectivo e Força!!!!
espaço todos precisamos, timing, nem sempre o melhor, mas focus no objectivo e Força:-)

Anónimo disse...

Egoísmo? Para quê? Ele não nos leva a lado nenhum! É tão bom dar e receber...ter os amigos, a família, aquela pessoa especial..Enfim..quem não sabe isto não sabe o que está a perder na vida.
Será que o Sr. Carmo está com medo de alguma coisa? Será assim tão egoísta ou está-se a refugiar?! O Egoísmo é nosso enimigo, já deveria saber isso.
O verso é mto lindo mas tb ficava bem assim:
"...se gosto de ti,
se gostas de mim,
se mais nada te falta
tudo no Mundo te darei..."
ABAIXO O EGOÍSMO! FORÇA!:)

Anónimo disse...

Não diria EGOISMO mas sim ESPAÇO!Escolhas de vida, nao existe o celibato(padres,entrega a DEus)?-nao é uma opção?-missionários?-diferentes opçoes sexuais e por isso os excluimos?-NAO!
Somos livres, temos uma vida pla frente que tomara o rumo que quisermos se nos esforçarmos, ou podemos seguir à deriva se preferirmos, ou ... tudo é possivel...
Hahahah, bela tentativa de alterar o verso, hoje em dia queremos sempre mais ,talvez por isso andemos tao preocupados.E a tentativa de alcançar Sol, como ICARO???? ou a LUA???- daria o Sol e a Lua, a sua vida?-nenene...mas todo o amor possivel,SIM...
Ja pensaram?-como é curioso o barulho da chuva no vidro, ver os passarinhos esconderem-se nas arvores?
A vida é Bela!A natureza brinda-nos com a sua espetacularidade só temos que estar atentos, se quisermos:-)

CARMO disse...

Cabe-me esclarecer o seguinte:
1. Este texto já foi publicado no CALIMEROSMIX; como os visitantes me conhecem bem, os comentários foram bem distintos.
2. O texto não é sobre mim (bem pelo contrário).
3. O texto refere-se a uma mentalidade generalizada e foi excrito num dia de mau humor.

Obrigado pelo que escreveram!
Sérgio

mdferreira disse...

Na realidade as sociedades actuais perderam muito da paz interior que fazia viver mais intensamente; hoje corremos desesperadamente atràs do nada e atràs de tudo, não paramos para fruir das coisas, temos de fazer tanta coisa em cada dia que nada do que fazemos é vivido plenamente: os livros são lights para serem consumidos ràpidamente, os programas de TV são sem conteudo para não obrigar a pensar e daí consomem-se sem qualquer espécie de critério.

CARMO disse...

Desculpem o erro... no meu último comentário leia-se "ex-crito" em vez de excrito... sorry...

CARMO disse...

ups... será que se escreve "escrito"?...

Filipe Carmo disse...

O egoísmo também é saudável desde de que em moderação...

Não devemos só viver para os outros!
Devemos viver um pouco para nós próprios, para os nossos objectivos, para aquilo que nos dá prazer. Para isso poderemos ter que por vezes ir contra algo ou alguém... mas a nossa própria vida/realização também é importante.

Caso contrário os anos passam, e sentimos que deixamos passar a nossa vida ao lado, por causa dos "outros". E não há nada mais frustrante do que não ter vivido a nossa vida por causa de...

Devemos ser egoístas q.b.!