03 abril 2006

Zell Am See - 5.º Dia.

Depois de um acordar cada vez mais cansado e de um desejo crescente de um sumo de laranja, para cortar aquele paladar seco de papel de música na boca, que a pasta dos dentes do Afonso (eh... esqueci-me da minha) consegue melhorar mas não eliminar; de um pequeno-almoço substancial e das primeiras gargalhadas do dia, lá fomos nós a caminho de Kaprun.

(O ponto mais alto de Kaprun: para chegar lá acima, temos de subir neste teleférico.)

O glaciar estava fantástico! Imponente e soalheiro... nestas alturas a neve parece que chama por nós e uma fila de pessoas para subir num meio mecânico deixa-nos impacientes, por um minuto que seja...

(E para descer só há esta pista negra... pouco inclinada...)

(... e com neve solta... mas deu muita pica esta descida!)

(A inclinação é bem patente, quer quando se olha para baixo, quer para cima.)

Neste dia o sol estava abrasador! Por volta da hora de almoço o calor era incrível... para satisfação de alguns e desgosto de outros!
Pessoalmente, não gosto de calor para esquiar... imediatamente fico encharcado, tal é a forma como transpiro. Claro que também não gosto de vento... além do frio, gela as pistas. Férias na neve tem de ser com frio... gosto das temperaturas negativas! Se não estiver vento, não tenho frio. Se estiver sol em simultâneo, melhor ainda! A paisagem torna-se muito mais animada e a visibilidade é excelente. Se estiver céu encoberto, reconheço que perde alguma graça, mas desde que as nuvens sejam altas, não me afectam. Já quando temos nevoeiro ou as nuvens baixas nos fazem perder o contraste do relevo do chão, esquiar torna-se crítico... Mas mau mesmo é não poder esquiar!

(Esta encosta permitia fazer diversos trilhos fora de pista... fabulástico!)

Enquanto almoçamos esteve um calor incrível! Cheguei ao almoço já ensopado, depois de ter feito um fora de pista incrível. Durante a manhã também fizemos uma pista negra de declive brutal... se calhar a pista mais inclinada que alguma vez fiz! Curiosamente, depois de almoço, encobriu ligeiramente e levantou vento... por momentos “irregelámos”!

(Há quem seja muito "pálida" e tenha aproveitado este calor para bronzear... mas só um bocadinho...)

Terminamos o dia de ski com a pista de saltos, seguida de uma descida a grande velocidade mesmo a chegar ao teleférico. Antes disso e quando já vínhamos em direcção à base, cruzamo-nos com os roockies que neste dia nos acompanharam no glaciar, optando a meio da manhã, por esquiarem noutro ritmo. Tivemos de os apressar, pois já era bastante tarde e as pistas estavam a fechar... Mas saíram-se lindamente!

O fim da tarde era quase uma rotina (muito agradável): cervejas e as histórias cómicas do dia; piscina e banho turco (a nossa presença incomodava sempre os sauno-naturistas...); e depois, jantar.

Neste dia, mais um episódio caricato: os austríacos são extremamente metódicos. Apesar de fazerem sauna todos nus, têm entradas separadas para homens e mulheres, onde têm uns cabides para pendurar os roupões e toalhas. Uma vez dentro do SPA, andam todos nus... Quando saí do SPA para ir para o quarto, fi-lo com mais dois amigos e uma amiga, tendo saído todos pelo lado dos homens: pois houve logo um austríaco a resmungar, por termos uma mulher a sair pelo lado dos homens! Fizemos de conta que não percebemos e entre sorrisos, comentamos que se a Rosa viesse nua, o austríaco já não resmungava...

O jantar, animado como o costume, teve um tema central. Nada mais, nada menos que o evento que se seguia; provavelmente, a competição mais ansiada de toda a semana: o SKI CUECA 2006.

Sobre este evento vou deixar aqui apenas alguns registos. Farei um post exclusivo, quando os resultados da competição forem conhecidos... é que a competitividade é tal, que o júri ainda não conseguiu decidir! Relembro ainda que o ano passado os resultados foram fraudulentos, tendo alguns atletas sido indiciados por tráfico de influências e tendo aberto o processo “ski dourado”, do qual ainda hoje decorrem vários julgamentos.

(O organizador e concorrente, "Manelen", e atrás os participantes alinhados no fim da descida.)

(Depois da prova, o bar do hotel acolheu-nos com umas cervejolhas... para refrescar!)


Sérgio

7 comentários:

MT/JC disse...

demais hehehehe
que paisagens lindas :)

rn disse...

Se tivesse que escolher entre negras e fora de pistas, não saberia...Ai que MEDO!!Claro que para quem domina bem os skis deve dar muita pica!Um dia também vou ser assim!
Vocês é que estavam a mais, eu bem queria passar sozinha, mas vocês tipicos portugueses, não desgrudaram!!
Saltaste um dia?! É tanta a vontade de mostrar os atributos...e que atibutos..eheheh..ao vivo a perspectiva é diferente!!
Estavas com sono Sérgio ou já era dos copos!?!O piu..piu..está com melhor aspecto!
bem.....cada dia melhor que o outro..isto tudo só me trás saudades!
bjs

CARMO disse...

Não saltei nenhum dia Rosa... isso é o que dá andar sempre alcoolizada... nunca sabes a quantas andas! ainda faltam 2 dias de ski e o regresso! ehehe!

rn disse...

Quer te ouvir...até pensa...vê lá se o bafo chega aí(ainda vou ter que te pedir a pasta de dentes)!
eheheh...deve ser do efeito da cerveja que estavas a beber!
Baralhei-me completamente!

Anónimo disse...

Quando aqui venho é só para morrer de inveja, não venho mais a este blog depois de uma semana traumática em "manzaneda" a fazer pistas amarelas!!!! É injusto muito injusto

CARMO disse...

Acontece a todos Francisco... uma vez em Candanchu fiquei 3 dias dentro do hotel. Da próxima liga comigo antes e vais ver que com os meus conselhos não falha!
Abraço, grande amigo!

Lover disse...

mas que casa mais bem arranjada...! ;)
Sky dourado!!! pois...e o piu-piu também esquiou?! mesmo sem o frajola?! ou o frajola estava lá escondido?! hummm?!...

http://www.youtube.com/watch?v=yVscPvz6Iwg