24 setembro 2009

Air Bag - Identity


Este é até ao momento o album do ano.

Pena só ter conseguido este video de apresentação do you tube, onde não é possivel deliciarmo-nos com os longos solos de guitarra. Este som novo é carregado de referências históricas. Ouvir este album é recordar a genialidade dos anos 70. A voz e a guitarra fazem lembrar David Guilmour, o som do Hammond lembra o memorável Richard Wright também dos Pink Floyd, enquanto o som pesado, denso, mas sempre melodicamente macio, traz-nos à memória "Drafted" dos Camel (entre outros temas). Algumas passagens mais melódias relembram os Marillion ou mesmo os Barclay James Harvest. A sonoridade tem ainda uma ponta de drama e desenha uma figura épica, onde o tema principal tratado nas letras... é o de sempre: o amor e as relações afectivas... ou a falta destas por vezes...

A sonoridade vocal é muito bem conseguida e as guitarras deliciam-nos com solos entrelaçados em dedelhares. Tudo isto traduz em originalidade e não em dejá vu. Vale a pena ouvir... mas com calma e atenção... para podermos transpirar cada nota dos longos solos de guitarra.

Sérgio