25 abril 2008

PARANORMAL por MONCHIQUE

Acabei agora de assistir à peça de teatro de Joaquim Monchique, PARANORMAL. Ainda em extâse, não tenho as ideias muito assentes... Mas mesmo não conhecendo o texto original de Miguel Falabela, uma coisa é certa: EXCEPCIONAL!

Photobucket

EXCEPCIONAL é a melhor definição que se pode dar à performance de Joaquim Monchique. O actor realmente excede-se em palco, onde interpreta um paranormal que encarna em inúmeras personagens, consequência de um acidente cósmico provocado por uma das intervenientes no canal astral. Sozinho em palco, cria um tumulto de multidões em diálogos cruzados e seguidos, no melhor tom que a PT nos proporcionava há 15 anos atrás, altura em que frequentemente conseguíamos falar com 4 desconhecidos, bastando para tal levantar o auscultador.

Durante todo este enredo, o humor gira à volta da homossexualidade, racismo, e acima de tudo, sobre o rirmo-nos de nós mesmos: dos nossos hábitos, manias e tacanhismos. E o humor é muito! Muito mesmo! Ri a sessão toda e acabei quase a chorar... com a reflexão final que encerra a peça. Afinal, parece que tudo gira à volta de pessoas, felicidade e de como cada tenta alcançá-la.

O Auditório Pequeno do Rivoli dá um ar ainda mais intimista a tudo isto, tornando as nossas reacções ao guião, ainda mais à flor da pele.

Boa nova: o actor vai fazer sessões extra de 1 a 5 de Maio! Quem ainda não viu, não deixe de ir!

Sérgio

3 comentários:

Anónimo disse...

o Joaquim Monchique é de certeza um dos melhores comediantes do mundo, o paranormal é a prova de que o joaquim é um dos melhores dos melhores!!

CARMO disse...

Caro(a) Anonimo(a), por favor identifique-se.
A Gerencia gentilmente agradece!

Darth Vader disse...

I'm the best! Not Monchique...