03 novembro 2006

Os Enlatados e a Santa Ingenuidade...

Na quarta-feira à noite ia para casa pela VCI, quando um enlatado num Astra comercial resolve chatear-me... acelerei e desapareci por momentos. Passado um bocado, lá estava o palerma outra vez. Percebi então que o imbecil queria um “picassozito

Photobucket - Video and Image Hosting

A situação era ridícula... a minha moto tem muitos mais cavalos e pesa menos de 1/5 do carro, pelo que só na cabeça de um enlatado fora do prazo é que se acha ser possível acompanhar uma moto. Neste contexto resolvi gozar com a situação. Sempre que ele se aproximava com máximos a gritarem, encostava, acelerava um bocadinho mais e quando ele praticamente tinha ultrapassado (já a largar parafusos para tudo quanto era lado), acelerava a sério e deixava-o parado no meio da VCI.

Fiz isto 3 vezes desde a entrada da Av. da Boavista, até que a saída para casa se aproximou (Fernão Magalhães, Areosa). Para meu espanto o enlatado também resolveu sair... e pior, tentou acompanhar-me naquela curva bem fechada que eu conheço bem!

Toda a gente sabe que os carros curvam muito mais do que as motos... mas também há que olhar ao carro e à moto. Já para não falar no kit de unhas do condutor! E se o meu não é nada de especial, o do enlatado era muito pior, porque nem imaginam a chiadeira de pneus que ele fez quando tentou aproximar-se de mim, travando tarde, e deparando logo a seguir com um gancho à direita. Não consegui ver se chegou a bater nos rails... honestamente espero que não tenha passado de um susto e que tenha aprendido a lição: deixem os motards em paz!

Eu já tive a minha dose de gargalhadas com este episódio!

Sérgio

8 comentários:

goldylox disse...

JUIZO!!! Nao brinques com coisas serias.. só te peço para teres cuidado, tu melhor que ninguem sabes o que custa uma queda, pode ser o fim da vida da mota ou mesma a tua vida... quando algum otario tentar fazer racing contigo simplesmente ignora, esses gajos nao valem nada e gostam de por a vida dos motards em risco...

P.S - fizeste bem sair na Areosa realmente essa curva é só para quem conheçe..lol

BOAS CURVAS:)

Anónimo disse...

cá por mim nivelaram-se os dois.
eventualmente, o enlatado não tem cabeç apara mais, agora tu tens, o que apenas piora, pois fizeste um step down ...

motaDagua disse...

nada como IGNORAR ESSES FITTIPALDI's e ALONSO's que andam por ai...

deixa os andar, para depois com GRANDE satisfacao (utlra)passa-los nos semaforos e/ou filas de transito...

nao caias em tentacao! por eles? pensa mais nos passeios que podes dar (...e eles ficarem a ver! :) )

abracos motard-ianos...!?!?! :)

Blogmaster disse...

Na sequência do meu post digo - "Vê lá se não era um carro da polícia disfarçado" eheheheheh

Nessas situações eu ou desapareço de vez, ou deixo-o passar logo ao início.
O objectivo, que esses desapareçam da minha vista, é que tem de ser concretizado.

Há individuos loucos para tudo e esses as vezes até andam armados... para além de armados em parvos, é claro eheheh... mas facilmente perdem a noção do real e têm acidentes ou sustos como esse... desde que não nos apanhem a nós ou a terceiros no meio dessa burrisse, tudo bem...

Distância desses loucos, é a minha posição usual!!!

Mas lá que foi uma boa lição aos idiotas... lá isso foi ehehehe

Piloto Automatico disse...

Imaginemos que essa situação se tinha passado comigo (vezes de mais, vezes demais)... Brincava com ele um bocadinho mas eventualmente deixava-o passar. Por vezes há gajos que julgam que por os deixarmos passar que os estamos a provocar, e então improvizam connosco. Não seria a primeira vez que eu ia atrás de um otário qualquer e assim que ele se descuidasse numa bomba de gasolina ou algo assim espetar-lhe com o capacete nos cornos, assim, sem lhe dizer nada, Pimba!
Quanto a andar armado, é uma lâmina que corta para os dois lados. Como se costuma dizer, só se põe camisinha se se souber que se vai f....

Trouble disse...

Essa cena podia facilmente ser entre 2 carros, mais que historias contra as motos são as historias de pessoal frustado que aproveita o asfalto para expulsar as suas frustaçóes.. e um dia somos nós o muro das lamentações e nem entendemos bem porquê mas exteriorizam a sua raiva sobre nós vindo do nada, ou do muito pouco que possa representar uma manobra na estrada... eu ignoro-os SEMPRE porque de "heróis está o céu cheio..."

Anónimo disse...

Bem eu devia dar.te o conselho: ah e tal devias ignorar...mas sabes q mais???Bem feita p o gajo nao se armar em herói...ehehehehe
De qq das maneiras p a próxima nao arrisques...eles nao valem o esforço...
bjokas
Cristina

psac74 disse...

Nada como um bom susto para deixar de ser "enlatado das ideias"!