23 agosto 2006

13.ª Concentração de Gois.

Este ano já é a 2.ª concentração que visito, o que para quem nunca tinha participado neste tipo de evento e nem sequer aprecia, é significativo. Acima de tudo, os amigos e o convívio falam mais alto (além da vontade de conhecer, é claro).

Photobucket - Video and Image Hosting

Fiquei também a conhecer Góis, uma pequena e simpática vila. Muito bonita e acolhedora, calma e bem verde, vai merecer uma nova visita, mas num fim de semana mais tranquilo.

Photobucket - Video and Image Hosting

Não fiquei lá... inicialmente ainda pensei nisso, mas tinha noção que a semana ia ser complicada. Combinei então com a Texe, o Filipe (que com ele trouxe o primo), o Leonardo (que desta vez não trouxe a “verdadeira máquina” e veio à boleia comigo e com a Texe... corajoso este homem!). O Tiago foi para lá na Sexta à noite, enquanto o Nuno e a Cristina já lá estava desde quinta à noite. Estes últimos levaram com chuva e frio, mas felizmente no Sábado esteve bom tempo e deu para fazer uma grande churrascada.

Photobucket - Video and Image Hosting

Apesar disso, no sábado de manhã, eu e a Texe chegamos a anular o passeio por momentos... é que parecia que o céu nos ia cair em cima! Mas depois, e após uns contactos, soubemos que estava bom tempo em Góis. Eu, o Leonardo, o Filipe e o primo ainda apanhamos umas gotas na A29; já a Texe, que se encontrou connosco em Estarreja, levou uma boa molha e chegou a parar tanta era a chuva...

Photobucket - Video and Image Hosting

Depois de Estarreja o tempo melhorou. Fizemos uma viagem serena pelo IP3 e até Góis. Paramos para meter gasolina um pouco antes, ainda por cima, gasolina marada... a Scarlet começou a soluçar em baixas logo a seguir e ficou com um trabalhar estranhíssimo...

Photobucket - Video and Image Hosting

Finalmente já na concentração, fomos ter com o Nuno e a Cristina. À nossa espera já estava um churrasco divinal e um pão tradicional delicioso! Felizmente ninguém foi mordido pelas abelhas que por ali andavam em grande quantidade e queriam comer do nosso churrasco.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

O Nuno estava com uma ressaca irreconhecível... Aliás isso ficou patente nalgumas poses estranhas... Dizia o Leonardo, que não o conhecia até à altura, que ele “...ficou muito à quem das expectativas...”, dada a conhecida energia adrenalizante do nosso amigo SataN. E isto mesmo tendo em conta um pequeno passeio, que o Leonardo deu com o Nuno aos comandos da potente ZZR! Pelo contrário, a Cristina estava bem disposta; felizmente, e ao contrário de Faro, não havia lagartas dos pinheiros em Góis!

Photobucket - Video and Image Hosting

Ainda o almoço não tinha terminado para nós e um grupo saíu para um passeio até ao Piodão... bem me apetecia ir, mas precisava de descansar. Por lá também andavam o Vitor Sousa e a Serenguinha, o Freddy, El Tractori, o Pedrão, o Fireman, entre outros motonliners mediáticos!
Da parte da tarde tivemos uma sessão de testes feita pelo Tiago (comparativo Bandit 600 vs Hornet 600; e, Kawasaki ZZR 1400 vs Honda CBR 1100 XX). O resultado foi uma tremenda dor de cabeça para este piloto pouco habituado a estas andanças, que lhe serviu de desculpa para uma soneca e assim curar a ressaca da noite anterior.

Photobucket - Video and Image Hosting

Depois das brasas do churrasco, todos passamos um pouco por outras brasas, estendidos no belo relvado em toalhas de praia (obrigado Texe!).

Ao final do dia fomos para a concentração propriamente dita. Por lá havia um banco de potencia, que detectou algumas situações engraçadas... por exemplo, a moto do SataN (Kawasaki ZZR 1400) exibiu 175,9 CV (em vez de 190, o que se explica devido ao raim-air, impossível de funcionar num banco de potência); a mesma potência marcou a moto do Tango, uma BMW K1200S, da qual não se esperava mais de 164 CV (é claro que em termos de velocidade de ponta, a simulação foi superior em 20 kms/h na ZZR). Ouvi também dizer que em motos iguais foram detectadas grandes discrepâncias (20 CV); às vezes maluqueiras de giglers, filtros de ar e escapes só dão em perda de dinheiro, performance, etc... Havia também um guindaste para bugie jumping; eu só de olhar para aquilo já tinha medo... era mesmo muito alto! Tinha uma feira pequenina e o resto do recinto era muito simpático e acolhedor. Vimos ainda algumas motos notáveis, como esta Honda CB1000 Super Sport e estas duas Harley-Davidson.

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Jantamos fora do recinto, numa pizzaria muito boa por sinal, e ao ar livre. Enquanto jantávamos, ao nosso lado na rua, a multidão começava a juntar-se... há sempre quem faça cavalinhos, burn outs, rateres, enfim... palhaçadas que o pessoal gosta de aplaudir, para além de se exibirem alguns veículos... estranhos...

Photobucket - Video and Image Hosting

Depois de jantar vi o concerto dos Arya e gostei do som deles. Mais ainda, gostei da poderosa voz feminina, que não entendo porque é que não é mais protagonizada pela banda, em vez da voz apenas mediana do vocalista. O espaço dos espectáculos e o palco eram excelentes! Pena os Gift actuarem tão tarde... é que ainda havia 200 kms para fazer até casa...

Photobucket - Video and Image Hosting

Seguimos por uma nacional até Coimbra, que quase não tinha marcações, o que por vezes nos deixava naquela dúvida... e agora?!... para onde atiro a moto?!... A certa altura, a Texe vinha com frio e trocou com o Leonardo... escusado será dizer que o ritmo de viagem subiu significativamente. Já na A1, houve até um conta kms de uma XX que marcou 240... mas esta não é uma versão oficial, nem foi confirmada pelos outros conta kms...

Photobucket - Video and Image Hosting

Despedimo-nos da Texe em Estarreja. Nessa altura, já que o Leonardo tinha ido à boleia comigo e com a Texe, e entretanto, tinha trocado de posições com a Texe, para fechar o circulo, disse-lhe para levar a Scarlet... Fazia um ano que tinha comprado a Scarlet e nunca tinha andado à pendura. Lá fui eu, com um excelente condutor aos comandos! A viagem até ao Porto foi rapidinha... o Filipe (numa versão não oficial novamente) acusou algumas curvas acima de 220 kms/h! Por seu turno, o Leonardo confirma ter ultrapassado os 240 em recta... Acima de tudo, uma condução muito segura, de trajectórias limpas e sem riscos desnecessários, face ao quase inexistente trânsito que circulava àquela hora na A29 (duas da manhã).

Foi mais um dia cheio de boa disposição, muita gargalhada e que ficará nas nossas memórias concerteza!

Sérgio

6 comentários:

welcome2marte disse...

que cool Serginho !!
amei a descrição, pensei que não tinhas ido, pois o tempo aqui tava uma porcaria...e já que na sexta contribuimos para que te deitasses mais tarde.
Vimos na TV a reportagem de Gois e lembramo-nos logo de ti!! Efectivamente a vila deve ser muito gira e esse convivio fabulástico!
curvas loucas sempre a abrir :)

Trouble disse...

oh pah até à data desconhecia a parte do cumbibio e agrada.... muito e conhecer esse Portugal ...
:)

Anónimo disse...

Obrigada!!!Por mais uma vez nos deixares "viajar" através das tuas excelentes crónicas!!!
As concentrações,p mim, valem a pena,pelo convívio...pq bebedeiras...nahhhh
Correu tudo bem,adoras.te...nota 10!!Assim vale a pena!!!
Bjokas
Cristina

CarpeDiemBeHappy disse...

Não que eu estivesse pior, mas que inveja!!
Ainda bem que te divertiste!
Beijinhos

Anónimo disse...

vejo k gostas de motas. Tive a ver essas fotos da concentração de Góis, mas como boa algarvia vou sempre à concentração de Faro. Experimenta ir. é um espectaculo!!
costuma ser na 2ª semana de julho

scott disse...

the zzr is a great, japanese quality and stability with a great design. I have the same bike and was impressed how much kawasaki motor bike insurance was. for the power I would think you would have to pay more.